Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudanti.
Follow me on instagram
Follow Me
Search
TOP
A verdadeira Fake News - Marcelo Campelo Advogado
15763
page-template-default,page,page-id-15763,eltd-core-1.1.2,eltd-boxed,awake-ver-1.2,eltd-smooth-scroll,eltd-smooth-page-transitions,eltd-mimic-ajax,eltd-grid-1200,eltd-blog-installed,eltd-default-style,eltd-fade-push-text-right,eltd-header-standard,eltd-sticky-header-on-scroll-down-up,eltd-default-mobile-header,eltd-sticky-up-mobile-header,eltd-menu-item-first-level-bg-color,eltd-dropdown-default,eltd-,eltd-fullscreen-search eltd-search-fade,eltd-side-menu-slide-from-right,wpb-js-composer js-comp-ver-6.2.0,vc_responsive

A verdadeira Fake News

Marcelo Campelo Advogado / A verdadeira Fake News

Marcelo Campelo Advogado CriminalistaImagine a seguinte notícia, Supremo Tribunal Federal abre inquérito para investigar supostas fake news contra os seus membros. Até perfeito, se o inquérito tivesse sido aberto e enviado para o Ministério Público cuidar da investigação e distribuído, conforme manda o regimento para um Ministro para julgar as diligências determinadas. Nada disso aconteceu.

Passadas algumas semanas, notícia ainda mais aterradora para a democracia brasileira, como os próprios ministros da mais alta corte falam, de caráter não republicano, censurada revista Crusoé e o site antagonista e depois a revista informa que lhe foi cominada multa de R$ 100.000,00 reais por não ter retirado do ar a suposta notícia. Que rapidez. Que eficiência. Parabéns.

Agora, o cerne da questão é extremamente preocupante e fere um dos maiores princípios constitucionais de uma democracia, a informação. Nosso sistema está baseado na liberdade de expressão e aquele que usurpa este direito deve responder pelas consequências de seus atos. Censurar é o extremo e as justificativas devem ser muito claras que não se evidenciam no caso.

Quantas pessoas foram submetidas ao julgamento público pela exposição da imprensa, principalmente nos casos que envolvem a lava-jato? O que os tribunais fizeram? O que deve ser feito. Não censuraram e defenderam o direito máximo à liberdade de imprensa.

Por que quando se começa a publicar artigos sobre o Poder Judiciário, cuja menção aos seus membros pode macular as suas reputações a censura é aplicada tão rapidamente e ferozmente. Porque eles tem a caneta e a sociedade apenas tem a voz das ruas para atuar. Se a notícia é falsa, o que teme o Ministro se ele é o conhecedor do sistema judiciário que utilizará para combater as inverdades.

E pior, no mundo atual, mundo porque para as redes sociais não existe fronteira e quanto mais se tenta parar mais elas se movimentam. Além disso, ninguém até hoje consegue explicar como as informações se propagam tão rapidamente e chegam na ponta afim de uma mobilização popular.

Então, quanto mais se censura mais se publica. Esta é a lógica. Segundo notícia das redes sociais, que não se sabe se é fake ou não, o Supremo Tribunal Federal determinou que contas de redes sociais fossem suspensas. Os especialistas da área dizem que quando se ordena a suspensão de uma mais cem se abrem no mesmo momento.  O tempo que o Supremo está vivendo parece que não tem redes sociais e que a censura da revista e site irá parar com a divulgação de notícias contra seus membros, sejam elas fakes ou verdadeiras.

Assim o que se espera, com as palavras da Constituição que os membros do Supremo tenham uma reputação ilibada e não precisem se preocupar com as publicações contra as suas pessoas, pois as reações tomadas apenas deixam os brasileiros contra eles, para não dizer o pior.

Marcelo Campelo
Advogado Criminalista
<voltar

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

× chamar