Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudanti.
Follow Me
Categorias do Blog
Últimos Posts
Arquivos
Search
TOP
Dentista é acusada de deformar pacientes com harmonizações faciais - Marcelo Campelo Advogado
16771
post-template-default,single,single-post,postid-16771,single-format-standard,eltd-core-1.1.2,eltd-boxed,awake-ver-1.2,eltd-smooth-scroll,eltd-smooth-page-transitions,eltd-mimic-ajax,eltd-grid-1200,eltd-blog-installed,eltd-default-style,eltd-fade-push-text-right,eltd-header-classic,eltd-sticky-header-on-scroll-down-up,eltd-default-mobile-header,eltd-sticky-up-mobile-header,eltd-menu-item-first-level-bg-color,eltd-dropdown-default,eltd-,eltd-fullscreen-search eltd-search-fade,eltd-side-menu-slide-from-right,wpb-js-composer js-comp-ver-6.7.0,vc_responsive

Dentista é acusada de deformar pacientes com harmonizações faciais

Marcelo Campelo Advogado / Direito da Saúde  / Erro Médico  / Dentista é acusada de deformar pacientes com harmonizações faciais

Dentista é acusada de deformar pacientes com harmonizações faciais

Uma dentista em Campos dos Goytacazes (RJ) está sendo investigada pela Polícia Civil por deformar pacientes durante procedimentos de harmonização facial. Conforme as autoridades, até agora, 21 pessoas já registraram boletim de ocorrência contra a profissional. As informações são do G1 e do Uol.

De acordo com as investigações, a dentista oferecia harmonização facial com ácido hialurônico, que é uma substância temporária e absorvida pelo corpo humano. No entanto, no procedimento a mulher usava, na verdade, PMMA que é uma substância permanente, não absorvível e mais barata.

“Ela induzia as vítimas ao erro, não alertava ao risco da substância nem esclarecia que a substância não era expelida pelo corpo. Muitas vítimas acreditaram que haviam injetado ácido hialurônico na face, mas estavam efetivamente com PMMA. Quando solicitamos os prontuários médicos de determinadas pacientes, vimos que o PMMA usado é liberado pela Anvisa, mas a fraude está em dizer que inseria uma substância quando na verdade, inseria outra”, explicou a delegada, Nathalia Patrão ao Uol.

A dentista foi indiciada por lesão corporal gravíssima, exercício ilegal da arte dentária e estelionato. A Justiça acatou um pedido da polícia e proibiu a mulher de se ausentar da cidade por mais de sete dias e de se ausentar do país. Ela também teve as redes sociais suspensas, contas bancárias bloqueadas e está proibida de exercer a odontologia e também procedimentos estéticos.

Ao G1, a defesa da profissional alega que não houve irregularidade. “Todos os materiais por ela utilizados, e isso é sem dúvida, são autorizados pela Anvisa. Ela tem plena convicção da correção de seus atos, até porque o cirurgião dentista tem autorização para trabalhar nesse segmento”, afirmou o advogado da dentista, Eduardo Ferraz.

Fonte: Istoé

https://istoe.com.br/rj-dentista-e-acusada-de-deformar-pacientes-com-harmonizacoes-faciais/

COMENTÁRIOS

O caso revela a existência de um direito penal da saúde, pelo qual o profissional responde criminalmente, portanto, além de enfrentar a justiça cível, reparar os danos causados, os colegas perante o órgão da classe, será submetida à análise de um juiz criminal.

A situação mostra a força e a velocidade com que a justiça penal atua, pois a profissional já tece suas redes sociais bloqueadas, seu direito de ir e vir reduzido e sua contas bloqueadas.

A lição para os profissionais é sempre entender os riscos que corre, através de um especialista na área criminal e, caso a acusação exista, já se preparar para uma defesa robusta.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

× chamar