Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudanti.
Follow Me
Categorias do Blog
Últimos Posts
Arquivos
Search
TOP
Jurisprudência Comentada – Importante – Prisão Preventiva – Princípio da Inocência - Marcelo Campelo Advogado
17152
post-template-default,single,single-post,postid-17152,single-format-standard,eltd-core-1.1.2,eltd-boxed,awake-ver-1.2,eltd-smooth-scroll,eltd-smooth-page-transitions,eltd-mimic-ajax,eltd-grid-1200,eltd-blog-installed,eltd-default-style,eltd-fade-push-text-right,eltd-header-classic,eltd-sticky-header-on-scroll-down-up,eltd-default-mobile-header,eltd-sticky-up-mobile-header,eltd-menu-item-first-level-bg-color,eltd-dropdown-default,eltd-,eltd-fullscreen-search eltd-search-fade,eltd-side-menu-slide-from-right,wpb-js-composer js-comp-ver-6.7.0,vc_responsive

Jurisprudência Comentada – Importante – Prisão Preventiva – Princípio da Inocência

Marcelo Campelo Advogado / Decisões Importantes  / Decisões comentadas  / Jurisprudência Comentada – Importante – Prisão Preventiva – Princípio da Inocência

Jurisprudência Comentada – Importante – Prisão Preventiva – Princípio da Inocência

AGRAVO REGIMENTAL NO HABEAS CORPUS. TRÁFICO DE ENTORPECENTES, ASSOCIAÇÃO PARA O TRÁFICO E PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO DE USO PERMITIDO. PRISÃO PREVENTIVA. ART. 312 DO CPP. PERICULUM LIBERTATIS. MOTIVAÇÃO SUFICIENTE. AGRAVO REGIMENTAL NÃO PROVIDO.

1. A prisão preventiva é compatível com a presunção de não culpabilidade do acusado desde que não assuma natureza de antecipação da pena e não decorra, automaticamente, do caráter abstrato do crime ou do ato processual praticado (art. 313, § 2º, CPP). Além disso, a decisão judicial deve apoiar-se em motivos e fundamentos concretos, relativos a fatos novos ou contemporâneos, dos quais se possa extrair o perigo que a liberdade plena do investigado ou réu representa para os meios ou os fins do processo penal (arts. 312 e 315 do CPP).

2. No caso, o Juiz de primeiro grau decretou a segregação do réu diante da quantidade de entorpecentes com ele encontrada – 5,4 g de maconha, 1,273 kg de haxixe, além de 1 saco com pedras/cristais semelhantes a metanfetamina –, da forma como foram acondicionadas as drogas e da apreensão de arma de fogo. Tais circunstâncias demonstram a maior periculosidade do paciente e, portanto, justificam a necessidade de imposição da custódia cautelar. Precedentes.

3. Agravo regimental não provido. (AgRg no HC 673.775/RJ, Rel. Ministro ROGERIO SCHIETTI CRUZ, SEXTA TURMA, julgado em 21/09/2021, DJe 29/09/2021)

A prisão preventiva é a exceção. Para determiná-la o juiz deve fundamentar o perigo de o acusado ficar em liberdade. A decretação não fere o princípio da inocência quando fundamentada.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

× chamar